irritação cutânea


MATÉRIAS-PRIMAS / MÉTODO DE TESTE VALIDADO (por Diretrizes para Testes da OCDE 439)

   

 

 

DESCRIÇÃO

Nossos modelos epidérmicos e protocolos correspondentes são projetados para fins de regulamentação para classificar e rotular produtos químicos em relação à avaliação da irritação da pele in vitro.
No caso de teste substância irritante, pode ser necessária uma corrida adicional utilizando o método de teste de corrosão cutânea in vitro quando os dados são gerados no contexto do OECD TG 439. 

 

MODELOS                                                              

SkinEthicTM RHE

PRINCÍPIO DO PROTOCOLO

O modelo SkinEthicTM RHE pode ser utilizado para avaliação in vitro da irritação da pele, mas deve ser utilizado com o respectivo protocolo.

 

PROCEDIMENTO DE ENSAIO DETALHADO

 

Nota: NB: por favor, note que este protocolo está atualmente sob revisão, a fim de atender o OCDE TG439 versão 2015; as notícias do site manterão você informado sobre a nova versão atualizada do protocolo. Não hesite em obter informações sobre nossas sessões de treinamento ou entrar em contato com nosso suporte técnico.

 

REFERÊNCIAS

A catch-up validation study on reconstructed human epidermis (SkinEthicTM RHE) for full replacement of the Draize skin irritation test. N. Alépée, C. Tornier, C. Robert, C. Amsellem, M.-H. Roux, O. Doucet, J. Pachot, M. Meloni, A. de Brugerolle de Fraissinette. Toxicology In Vitro, 24: 257-266, 2010.

 

Use of HPLC/UPLC-spectrophotometry for detection of formazan in in vitro Reconstructed human Tissue (RhT)-based test methods employing the MTT-reduction assay to expand their applicability to strongly coloured test chemicals. N. Alépée, J. Barroso, A. De Smedt, B. De Wever, J. Hibatallah, M. Klaric, K. R. Mewes, M. Millet, U. Pfannenbecker, M. Tailhardat, M. Templier, P. McNamee. Toxicology In Vitro, 29: 741-761, 2015.

 
 

 

The ECVAM international validation study on in vitro tests for acute skin irritation: report on the validity of the EPISKIN and EpiDerm Assays and on the Skin Integrity Function Test. H. Spielmann, S. Hoffmann, M. Liebsch, P. Botham, J. H. Fentem, C. Eskes, R. Roguet, J. Cotovio, T. Cole, A. Worth, J. Heylings, P. Jones, C. Robles, H. Kandárová, A. Gamer, M. Remmele, R. Curren, H. Raabe, A. Cockshott, I. Gerner, V. Zuang. Alternatives To Laboratory Animals, 35: 559-601, 2007.